Encontrei a energia que me faltava :)



Ultimamente tenho andado preguiçosa, desmotivada... Com a cabeça cheia de ideias, mas parece que me faltava a energia para seguir em frente. 
Alturas como estas são normais, pelo menos para mim, a vida é mesmo feita de altos e baixos. Não que estivesse triste ou deprimida, estava mesmo sem vontade para nada.

Noutro dia deu-me para ouvir audiolivros no youtube, encontrei vários sobre minimalismo e como viver com menos. Andei uns dias a ouvir e, não sei porquê, motivaram a livrar-me de tralha.

Destralhar, como agora se diz, é algo que faço com frequência.
Embora não me considere uma pessoa acumuladora, confesso que houve tempos em que me perdia com objectos para a casa. Essa fase já passou, considero que tenho o suficiente, ou até mais do que isso.

Contudo, guardamos sempre coisas que pensamos vir a precisar e, muitas vezes, acabam por se acumular nas gavetas sem o devido uso.

Não sou uma pessoa de ter meia dúzia de objectos, nem de ter uma casa totalmente despojada. Aliás dou muito valor aos meus tarecos, mas para quê tantos, porque não menos?

Assim livrei-me de algumas coisas. Não tenho um antes e depois para mostrar porque não houve nenhuma mudança radical, como disse não sou acumuladora.

Para mim limpar a casa não é uma dor de cabeça, as coisas fazem-se facilmente. Já houve tempos que perdia horas nas limpezas. Se ainda há coisas para melhorar? Há pois, mas vou fazendo com tempo, sem stressar, gosto de fazer deste ritual de destralhamento e organização um prazer. 

Noto que quando vou às compras e vejo uma coisa bonita, já não me entusiasma traze-la para casa, penso no espaço que vai ocupar e que às tantas acabo por vende-la na net. Perco logo a vontade. 

O minimalismo é um modo de estar na vida que admiro e admiro também quem consegue viver com muito pouco.

Tudo isto para dizer que os audiolivros de minimalismo me deram a energia que me faltava. Agora quando for necessário é só mais uma injecção e a coisa vai ao sítio, ah, ah, ah! (Ainda acabo com a casa vazia!)